Eu Sou Aquele...


Eu Sou Aquele...

Allan Garrido


Eu sou aquele que viaja tão docemente
E das estrelas faço meu vasto repertório
Onde caminho espero espantar a tristeza
E do riso fazer algo notório


Sou aquele que da tempestade sempre espera
Que ela passe e a luz nasça reluzente
Com amor e afinco de quem se esmera
Ver no sol a claridade intensa que se sente



Aquele capaz de se encantar pela lua
E de delírios viver algum personagem
Capaz de viajar na paisagem
Sem sair do lugar ali mesmo na rua



Aquele que das tragédias lições são colhidas
E transmuta a dor em lírios brancos da paz
Que enxerga nas pessoas envelhecidas
O amor terno e jovem que não se desfaz


Sou aquele que beija o mar numa alegria
Festeja à agua num ritual sagrado
E beija as gotas de chuva numa folia
Pulando encontro a vida bem aqui ao lado



Eu sou aquele que danço e desafio
O mais belo par de esperança
Não deixo que nada fique por um fio
E que não me acometa a destemperança



Eu sou aquele que fita no horizonte
Os pássaros voando em plena liberdade
E orgulhoso agradece aos céus:


- Que majestade!!!

Comentários