Anjo Meu, Anjo Meu...


Anjo Meu, Anjo Meu...

Allan Garrido

Anjo meu sonho lindo
Dê tuas asas para que possa voar
Me dê abrigo necessário onde eu possa repousar


Anjo meu sonho bom


Me dê a esperança
Juntos a entregar
Uma valsa, nós dançaremos
E pétalas de rosa jogaremos

Para alegrar
Para alegrar


Anjo meu, anjo meu
Sonho de amor contido
Nunca reprimido
Adorna o peito que nasceu


Anjo meu, anjo meu


Olha de longe no céu que pinta
E fulgura azul celeste
Onde toda paz se investe


Anjo meu, Anjo meu


Retira toda à maldade
Que compraz na vaidade
Daquele que não entendeu


Anjo meu, Anjo meu


Enfim me traga a luz
O amor bendito que conduz
O fio augusto da esperança
Que nunca se cansa
De nos dar um norte
Casada junto com a sorte
Dum olhar teu


Anjo meu, Anjo meu


Me dê o conforto de tuas asas
A esperança do teu alvorecer
A certeza que nunca iras
Embora ao almanhecer


Anjo meu, Anjo meu

Comentários