Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Vida que Segue

Poeta Allan Garrido

É  a vida que segue
Sem rumo adoidada
Não para no prumo
Nem na noite estrelada

É a vida que segue
Em momento presente
Trazendo o laço perfeito
E o peito ausente

É a vida que segue
No momento esperado
A delícia do dia começando
Encerrando o noturno

É vida que segue
E as palavras escapam
Se alinham no horizonte
Abundante na fonte

É a vida que segue
Sem destino nenhum
O ser humano à espreita
Sem motivo algum