Hiato


Hiato...
Poeta Allan Garrido

Após um longo hiato 
Decidi que minh'alma
Precisa escrever
Debruçar, e largar no papel
O que na minha veia há de correr
A inspiração enfim renova-me
Como sopro  de um raio solar
Assim deixo aqui o que antes prendia
Não desatava e nem ia
Enfim o desenrolar das palavras
Nem sei se tem rima ou não
Se na esquina do meu coração
O amor rima com a canção
É por que dela sinto-me embalar
E nas asas da imaginação voar
Após um longo hiato 
Me sinto mais à vontade
Escrevendo o que sinto
Falo a verdade e nao minto..



Comentários