Sonhar não custa nada


Sonhar não custa nada
Poeta Allan Garrido

Sonhar realmente não custa nada
Mesmo quando se é difícil acreditar
Que você fosse um dia chegar
Mesmo nessa vida tão atrapalhada

Escrevo mesmo para os casais apaixonados
Por que não tenho quem eu quero ao meu lado
Estranho por que até bem pouco tempo atrás
Era eu o acusado de fugir e agora você quem escapa

Pela tangente num calcúlo matemático
Te amo muito mas você bem sabe
Que água que tanto bate na rocha dura
Insiste, insiste até que fura

Na vida se premia as coisas simples de se viver
O raciocínio e a matemática exata
É  aquele em que não se calcula nada
Simples como uma flor a florescer

Simples como um beijo apaixonado
E ter você ao meu lado
Simples como ver o sol nascer
É meu coração ao teu recolher

Comentários