Série Erótica - Teu Corpo Desnudo...



Teu Corpo Desnudo...
(Poeta Allan Garrido)

Desnudo de qualquer consenso
Minha mão percorre teu corpo
Descobrindo a senda dos desejos
Estampado no molhar da boca nos teus beijos

Teu pulsar feminino a me enebriar
Das vontades mais recolhidas
Sentido de súbito tuas lambidas
A máquina do corpo humano a esquentar

Nas tuas carícias e no membro ereto
A mensagem do amor querendo logo jorrar
Gotas brancas do mais puro mel
Mistura a fantasia com tua gruta escondida

Teu líquido a escorrer em meus poros
Sorvendo a delícia do teu nobre néctar
A miscelânia de corpos numa entrega sem igual
Chegando num orgasmo fenomenal..

Desnudo de qualquer preconceito
Desço e envolvo minhas mãos nos teus seios
E  minha língua num sabor sem igual
Duros e rijos denunciando o enebriar

Das nossas loucuras e dum lindo amor
O desabrochar num gozo duma flor
Saindo fluídos numa relação animal
A entrega verdadeira num amor que não é banal

Comentários