Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Lindos Sonhos

Imagem
Lindos sonhos  (Poeta Allan Garrido)
Jamais poderia Suspeitar Que você um dia Pudesse chegar Meu coração Estava acostumado A bater sozinho isolado As vezes ele embalava Ao som duma canção Meu coração parecia Corda sem violão
Pois:
Você foi a rima perfeita Foi o verso mais perfeito A letra mais linda Que pude compor
Pois:
Do teu belo sentir A emoção entrou nas nuvens Duma aurora encantada Você deitou na minha cama

Série Crônicas

Imagem
Bem é assim responde José Carlos ao filho:
- Meu filho é assim que se faz devemos levar a paz por onde passamos, a caridade para com o próximo, devemos cuidar daqueles que tudo falta, não só com dinheiro, mas com amor, carinho até mesmo um simples olhar é remédio eficaz para essas pobres almas...
Pedrinho refletiu....
Abre Parênteses:
Pedrinho, filho mais novo, 8 anos de idade, filho de José com Rita...
Fecha Parêteses.
Quebra o longo hiato do seu silêncio e diz:
- Pai, a caridade, deve ser feito para todosné?
-Sim Pedrinho, claro meu filho
- É mesmo pai? , pergunta o infante..
- Sim meu filho... responde o pai...
- Então por que que é que quando você chega em casa , só briga com a gente, na joga bola, vive de cara fechada, não nos dá uma palavra de amor e carinho, vive cobrando coisase nunca dando amor?
- Completa o menino:
- Por que é papai que você esqueceu da gente e só gosta da nossa irmãnzinha, por que que só com ela tem paciência, a caridade não é para todos papai?
Atônito José, fita o menin…

Série Erótica - Teu Olhar

Imagem
Teu olhar e teu corpo me fazem sonhar em passear por todos os teus poros e sentidos e gozar a jorros bem gostosos ter teus seios em minhas mãos e chupá-los sentir teu enebriar quente junto ao meu e de tão duro e ereto vai ficar querendo sempre te amar
Allan Garrido

Série Erótica -Carol Primeira Parte - Descobertas

Imagem
Filha de Carlos Eduardo mega empresário do ramo têxtil e Catarina renomada professora titular dumadas maiores instituições de ensino desse país. Carol como é conhecida pelos familiares é a filha única , muito bem amada e protegida do casal.Estudiosa centranda na sua faculdade ela sempre correspondia aos anseios dos pais com notas altas, e sempre aquele olhar de admiração dos mestres e professores do seu curso. Mas o que até mesmo a linda ninfa não sabia era que um desejo oculto iria despertar quando tocava o inter fone e a empregada chamou sua mãe:
- Dona Catarina o jardineiro que a senhora contratou esta aí na porta , mando entrar?
E Catarina responde:
- Sim Eulália peça para ele entrar e esperar no quintal
Nesse momento Carol passa da sala para o quarto e a janela que enfeita o local est[á de frente para o jardim de súbito ela olha , como quem não quer nada, e se depara comafigura do jardineiro: Com seu 1,95 de altura, porte atlético, sorriso largo, moreno ela ali demora-se a recompor. E…

Série Crônicas

Imagem
Nobre Velhinho
por Allan Garrido
Lá , numa cidadezinha do interior morava um velho sábio,mas que todos não acreditavam,era na sua  sabedoria e sempre que podiam  caçoavam do pobre velhinho. Crianças, jovens e adultos ,todos sem exceção, não perdoavam a triste situação do ancião. Mas havia alguém entre tantos na multidão que ouvia o sábio , um menininho sentava e escutava o que ele tinha à dizer. Pessoas, passavam tiravam sarro, riam, xingavam mas o menino não estava nem aí, punha os ouvidos ali e doava-os prontos a ouvir. O tempo foi passando e um dia o nobre velhinho deixou de existir as crianças que caçoavam cresceram, os adultos que xingavam envelheceram e os jovens por fim tornaram-se adultos. O menininho que ali sempre escutava o ancião, arrumou sua vida constituiu família, filhos e sempre ensinado a lição do amor. As pessoas que maltratavam verbalmente o velhinho constituíram família, tiveram filhos e “arrumaram” suas vidas. O tempo passou os filhos do menininho agora adultos com m…

Vivo...

Imagem
Vivo a cada instante
Num raro momento
Você aqui dentro
Feito um raro diamante
Poeta Allan Garrido 

Gesto de Amar

Imagem
Há uma coisa no seu olhar
Que tento decifrar
Há um gesto de amar
Perdido em cada flor
Há o perfume duma rosa
Estonteante embarcando
Rumo à felicidade
No meu peito sempre bate
A eterna saudade...
Poeta Allan Garrido

Amor se Faz....

Imagem
"Amor se faz com paciência aguardando sempre o que o coração do outro irá dizer.."
(Poeta Allan Garrido)

TE AMO!!!!

Imagem
simplesmente TE AMO e isso é arrasador!!!

simply LOVE and this is devastating!

simplemente el amor y esto es devastador!

semplicemente amore e questa è devastante!

tout simplement l'amour et c'est dévastateur!

Ás vezes....

Imagem
Ás vezes....
Ás vezes o silêncio  é uma linda forma  de poesia  pois a boca  se cala e aí  é que o coração  fala diretamente  no tum tum  no pulsar  e a alma enobrece  e sente..  a mais linda  forma de amar
Poeta Allan Garrido

De Longe........

Imagem
De Longe.... (Poeta Allan Garrido)
De longe é assim que te admirava De pé descalços você entrou naquela imensidão De mar azul, refletindo o céu estrelado Era a certeza de que  meu coração pulava apressado
Assim de longe eu te olhava  E esse olhar brilhava feito a luz do sol Quando na tua boca pintava um largo sorriso Ah!! Extasiava todo meu ser e eu imaginava
O teu rosto colado ao meu nos dias mais frios O calor do teu corpo entregue num ato de amor A tua voz falando baixinho me causando arrepios
Vem traga todo o teu céu  Invada, pinta e colore essa paisagem cinza Vem meu amor traga toda a sua paz Me deixe eu ser num instante 
Aquele em que te traz amor  Aquele que nos dias frios te faz calor Aquele em que nos dias tristes te embala num afago Aquele que sempre tera como te aconchegar num abraço
Quero viver essa linda poesia de amor e morrer Quero que minha'alma descanse ao lado da sua  Quero que veja a linda flor nascer Adoraria voar e ir pousa na lua

Conjunção dos Corações

Imagem
Os dias estão se tornando um tanto escuro, não vemos mais a poesias das flores, que outrora reinava num ambiente, não de perfeição mas um tanto mais ameno, sem tanta violência em vão. Deixamos a descida da maldade ceifar jovens , num retrato da mais pura indecência humana, a sociedade corrompe-se pelo vil metal nem mesmo o mais sublime dos sentimentos consegue ir além da linha do trópico, tanger a face já tão desgastada de tragédias e sem a purificação do dom divino de amar. A tarefa está na entrega de ser humano à ser humano numa conjução perfeita de corações, libertos de quaisquer barreiras preconceituosas. Assinalando a verdadeira lição de amor ao próximo, sendo humanitário, não apenas caminhando ao lado da linha das diferenças sociais, mas sim ultrapassando , pulando essa tênue mas nefasto cordão social de isolamento. A poética das coisas está além do derramar de palavras num papel, ou num declamar, está no simples apertar de mão, no sorriso duma criança, do gesto de caridade, numa…

Série Erótica - Teu Corpo Desnudo...

Imagem
Teu Corpo Desnudo... (Poeta Allan Garrido)
Desnudo de qualquer consenso Minha mão percorre teu corpo Descobrindo a senda dos desejos Estampado no molhar da boca nos teus beijos
Teu pulsar feminino a me enebriar Das vontades mais recolhidas Sentido de súbito tuas lambidas A máquina do corpo humano a esquentar
Nas tuas carícias e no membro ereto A mensagem do amor querendo logo jorrar Gotas brancas do mais puro mel Mistura a fantasia com tua gruta escondida
Teu líquido a escorrer em meus poros Sorvendo a delícia do teu nobre néctar A miscelânia de corpos numa entrega sem igual Chegando num orgasmo fenomenal..
Desnudo de qualquer preconceito Desço e envolvo minhas mãos nos teus seios E  minha língua num sabor sem igual Duros e rijos denunciando o enebriar
Das nossas loucuras e dum lindo amor O desabrochar num gozo duma flor Saindo fluídos numa relação animal A entrega verdadeira num amor que não é banal

Sempre Doce...

Imagem
"Sempre doce, tenra flor de poesia, onde encantará mais meu peito, você saiu e deixou aqui tudo florido, regarei com amor e deixarei tudo lindo quando você voltar...." ( Poeta Allan Garrido)

Anjinho...

Imagem
Poesia um pouco antiga mas que poderá ilustrar um pouco o quanto especial são as crianças..
Anjinho... (Poeta Allan Garrido)
Desce do céu pequeninos todos os anjinhos  Juntos a brincar vem meu anjo pequeninho  Esta na hora de acordar  Abra esses olhinhos juntos bonitinhos  Deixa a mamãe te ninar 
Venha corre tem um segredinho  Mamãe vai lhe contar  De longe um coração que só quer te amar  Dorme,dorme meu anjinho  Dorme na canção a te ninar 
Olha o céu que azul bonito  Se figuram os anjinhos  Que descem pra te alegrar  Dele desponta as cores  Vivas com sabores  Só pra te ninar...... 
Anjo Anjinho que sua vida seja  Uma alegria de se levar  Que tenhas a estrada aberta  E o coração aquecido  Num amor eternecido  Duma mãe que só quer te amar......