Postagens

Mostrando postagens de 2011

Meu Norte ( Homenagem aos casais apaixonados)

Imagem
Meu Norte (Homenagem aos casais apaixonados) Poeta Allan Garrido
Comparo-te ao farol Que me guia quando escuro parece Nos lugares mais sombrios você é meu sol Que acalenta e aquece
És rua, céu e mar És vento e brisa a me acalentar És raio de sol que banha e conforta És a aventura que bate a minha porta
É de todos os  meus amores o  mais amado A entrega perfeita é quem quero ficar ao lado És letra quando a poesia me acaba És inspiração que vem e arrebata
Farol que me ilumina amor da minha vida És lua a me acompanhar um beijo de luz É minha estrela a brilhar infinita Meu norte você me conduz
Como não me encantar com quem tem Amor até no nome Amanda meu norte Fez deste que escreve peregrino de tua alma Só você vem e me acalma



Agrada-me

Imagem
"Agrada-me tua companhia assim como o mel para as abelhas é essencial, doce e alimenta minh'alma"
(Poeta Allan Garrido)

Hiato

Imagem
Hiato... Poeta Allan Garrido
Após um longo hiato  Decidi que minh'alma Precisa escrever Debruçar, e largar no papel O que na minha veia há de correr A inspiração enfim renova-me Como sopro  de um raio solar Assim deixo aqui o que antes prendia Não desatava e nem ia Enfim o desenrolar das palavras Nem sei se tem rima ou não Se na esquina do meu coração O amor rima com a canção É por que dela sinto-me embalar E nas asas da imaginação voar Após um longo hiato  Me sinto mais à vontade Escrevendo o que sinto Falo a verdade e nao minto..


Escrevo

Imagem
Escrevo Poeta Alan Garrido
Escrevo por que ainda insiste Essa desvairada essência do querer Essa louca intransigência do ter Esse desejo árduo de conter E nas tuas retinas segurar aslágrimas Que poderiam irrigar este seco coração No sol a esperança renasce A flor cresce, espicha e nasce De pedra bruta diamante se tira A dor do peito se retira E forma um lindo alvorecer Te amo impossível te esquecer É o mesmo que contestar a luz da lua Épedir as estrelas que se escondam Que não lancem seu brilho Ésair valsando na rua É fazer do amor nosso filho

Série Vídeos - Colbie Caillat - I Do

Imagem

Sonhar não custa nada

Imagem
Sonhar não custa nada Poeta Allan Garrido
Sonhar realmente não custa nada Mesmo quando se é difícil acreditar Que você fosse um dia chegar Mesmo nessa vida tão atrapalhada
Escrevo mesmo para os casais apaixonados Por que não tenho quem eu quero ao meu lado Estranho por que até bem pouco tempo atrás Era eu o acusado de fugir e agora você quem escapa
Pela tangente num calcúlo matemático Te amo muito mas você bem sabe Que água que tanto bate na rocha dura Insiste, insiste até que fura
Na vida se premia as coisas simples de se viver O raciocínio e a matemática exata É aquele em que não se calcula nada Simples como uma flor a florescer
Simples como um beijo apaixonado E ter você ao meu lado Simples como ver o sol nascer É meu coração ao teu recolher

Era Certo

Imagem
Era Certo  Poeta Allan Garrido
Era certo que um dia você chegaria E assim viria roubar meu coração Era certo que uma hora você pousasse Das nuvens brancas e aqui repousasse Encontrando seu verdadeiro ninho de amor Era certo que se aconchegaria E tão logo sorriria No encontro esperado de dois corpos  No encontro de duas almas que se amam demais E não olharemos mais pra trás Pois era certo que teu corpo se encaixaria  E juntos viveremos uma bela melodia  Do teu céu estrelas caíram  Vieram te procurar rainha estelar Pois ousaram um dia levar O luar que de ti emana  Do teu olhar luzes iluminam O meu peito esta totalmente aberto Pois sabe que esse amor é certo Tão logo se encerre o dia e a noite venha Quero ter você e ainda temos muito o que fazer Era certo que precisava te ter Pra colocar aqui perto de mim Pra fazer a flor tão linda nascer assim Pra amarmos tanto que nunca terá fim Pra ser um romance tão bonito Feito os astros quando dançam no universo É assim que me sinto nesse amor que é certo Feito os peixes a vals…

Jeito de Amar

Imagem
Não existe nada  Que possa comparar Ao teu vôo de fada Ao teu jeito de amar

Nada mais perfeito Do que estar ao seu lado Te trazer aqui no meu peito E me sentir bem amado

Às vezes acho que estou sonhando Acordo e vejo que é verdadeiro Estamos mesmo nos amando Somos um só, únicos e por inteiro
Poeta Allan Garrido

Minha Certeza

Imagem
Minha Certeza Poeta Allan Garrido
As vestes da luz solar Nem ousa copiar O teu encanto angelical Teu semblante jovial
Nem a lua com tua beleza Não chega nem perto Do nosso amor tão certo Você é toda minha certeza
As vezes o mar Tenta imitar O teu bailar O teu caminhar
Mas não consegue Nem perto chegar E vida que segue A enfeitar

Série Vídeos - Julio Iglesias - Devaneios

Imagem

Estava escrito...

Imagem
Estava escrito assim Nos moldes do teu ser Dos anjos querubim No amor ao nascer
Estava escrito assim Nas asas de um beija-flor Na paixão que chegou em mim Na ânsia e febre de amor
Estava escrito assim No quadro de carinho Você dizendo sim E correndo pro meu ninho
Estava escrito assim Que talvez foste embora E me deixarias enfim E que o sol não sairia na aurora
Estava escrito assim Nas linhas do meu sentimento Que naquele jardim Você é meu complemento
Estava escrito assim Que toda minha inspiração Com cor de jasmim Vira uma canção
Estava escrito assim Que você é a estrela maior Meu início e meu fim O resto eu sei decor
Poeta Allan Garrido

Meu Bem Querer

Imagem
Meu bem querer Poeta Allan Garrido
De tanto querer Transmutaste meu ser  E agora na loucura Com muita  ternura


Me deixo envolver Meu bem querer Bom mesmo é chegar E ter onde voltar


Por que:


Teus braços são meu guia Teus olhos meu paraíso Teu colo meu ninho Onde me aconchego  E me ilumino no teu sorriso


Por que:


Tua boca é a coisa mais linda Que nunca acaba e nem finda Nem mesmo quando vai embora O sabor estonteante não se joga fora


Por que:


Minh'alma precisa da tua Feito o mar e a lua  Feito um casal apaixonado Com seus beijos estrelados


Necessito repousar  Pois ja percorri longo caminho Correr e te abraçar me deitar  E assim me enlaçar


Amor corra largue tudo  Vamos fugir agora  Não se importe lá fora Tenho muito amor pra dar


Quero mesmo é transbordar Esse sentimento que jorra Explode em luz e melodia Meu amor por você me vicia


Nem sonetos nem nada vão te dizer Que eu te amo demais  Meu bem querer Não se preocupe e não se intrigue


Não tem como separar Meu coração que ficou colado Sentindo-se bem amado No doce verbo de amar

Por Você

Imagem
Por Você (Poeta Allan Garrido)
As ruas desta cidade Não se encontra facilmente Nem nas mulheres com sua vaidade Nem nos sonetos que correm livremente

Aqui encontrei o sossêgo procurado De mansinho você chegou e disse a que veio E pegou meu coração por inteiro Sinto-me muito amado com você ao meu lado

Como pudera imaginar  Que você fosse chegar Que por você milhas e milhas caminhei Andei e como andei...

Se por mares outrora navegados Meu barco insiste em teimar Querendo ver onde irá terminar Nossos beijos tão amados

Espero que nessa embarcação A bússola que nos orienta quebre Amor estou ardendo de febre Um ardor quem embala feito canção

Nas notas musicais imagino Aquela valsa e nós dois colados rosto a rosto Sem ódio, sem raiva e nem desgosto De tanta alegria me sinto um menino

Aquele que imagina sempre voar Mas não vê tuas asas brotar Agora trazendo pro futuro Me sinto mais seguro

Pois não se precisa voar Basta em ti eu me embalar E juntos iremos ao infinito Amar e amar que bonito

Soneto que tudo Finda

Imagem
Soneto que tudo finda Você é tão linda O encontro tão certo Já cedo me desperto
E topo com seu olhar Nem quero desviar É o caminho que vou seguir E lá irei sumir
E reencontrarei no teu abraço Deitar no teu regaço E colorir meu álbum de pintura Te agarrar pela cintura
Voar feito passarinho E correr de volta pro teu ninho Aconchegado sei que ficarei Sentido coroado feito rei

Brancas Nuvens

Imagem
Poeta Allan Garrido
As brancas nuvens beijam o vento E o sol em plena felicidade Ilumina o dia cinza e o tempo Sem espaço para a saudade
A criança corre contente Soltando pipa no ar A moça suspira sorridente Embalada no verbo de amar
O senhor tece poesia Vendo a musa desfilar Coloca palavras como queria No seu poema pra homenagear
Cai a noite enluarada Todos reunidos pra conversar Esvaziando a mente deixando sem nada Temos muito para falar
A música envolve os corações Aquecidos pela melodia No rádio belas canções Orquestrada sinfonia
E assim valsando vai a o dia Findando por completo O sol passa ser o guia Importante é ter você por perto

ACREDITE!!

Imagem
ACREDITE!! Poeta Allan Garrido
Acredite você é capaz Nunca te desmereça E nem te faça de vítima Levante a fronte  e bendiga tua vida Se esta num momento de dificuldade Olhe ao teu redor Verás que existem pessoas que estão bem pior Nunca deixes que te façam menor Pois você é grande, enorme perante a vida Nunca aches que a outra pessoa é que especial Você também é uma pessoa especial Se caso não fosse, essa pessoa que julgas fora do comum Não estaria contigo em lugar nenhum Acredite você é a luz maior Um farol de deus a guiar teus passos pelo mundo

Achei.......

Imagem
Achei ...!!! Poeta Allan Garrido
Que se eu escrevesse Talvez alguém lesse Pois as palavras que aqui estão Tentam dizer algo para quem faz a leitura Mas esse local parece uma sepultura Ninguém fala nada e não se sabe o que fazer A então da uma raiva de você não ler Dá uma raiva daquelas  De fazer você enfiar o papel goela abaixo Quem sabe quando for no outro dia Você vai ao banheiro e diga:
Achei...!!!!

DIVINO

Imagem
Divino Poeta Allan Garrido

Divino peito que se enche
De paz e prosperidade
Num leve sopro de felicidade
A eclusa e as comportas se abriram

Na vazão a razão estreita de pensamento
As linhas sinuosas e complexas
Indicam o caminho a seguir
Um belo e novo porvir

A aurora agradece encantada
A noite se veste da luz da lua
Iluminada pelo amor que tudo suporta
Parece mais um feitiço de fada

O céu e a terra num consenso
Levando o ar ruim e tenso
Dando as mãos num entendimento
Chove estrelas e o chão aceso

O farol iluminando o mar
Norteando o caminho do navio
Destinado ao novo tempo
O sentimento sublime do amar

Ah! nobre sentir que nos conduz
Feito vela, ouro e tudo que reluz
Estreitando os laços é o que se pede
A flor desabrocha e abre
É a vida que se segue

Série Artigos - A televisão e a cultura no Brasil

Imagem
Por Allan Garrido
É fato de que o que se assiste nos canais televisivos, principalmente, aqui no Brasil esta abaixo do que uma programação confiável e instrutiva deveria ser. Vemos programas apelativos, sangue escorrendo em novelas, séries e até mesmo em desenhos. Não existe em nenhum momento nas grades programacionais algo emque relate a cultura. Programas educativos ficam realmente exclusivos de canais como à tevê Cultura, canal aberto, Futura, canal fechado, apenas para citar os mais conhecidos. Esses dias passando da sala para o meu local de trabalho, deparei com algo assustador, diálogo de um dos desenhos que meus sobrinhos estavam assistindo: - Ei seu imbecil coloque no lugar certo aquele livro - Ou você coloca agora, ou senão irei te matarrrr Pasmem senhores! Desenho para crianças e olha o incentivo a violência, a baixa cultura, abordando xingamentos, em plena luz do dia. Como é que poderemos moldar a nossa sociedade se já desde cedo nossos infantes estão sendo acostumados à esse ti…

Você Chegou

Imagem
Poeta Allan Garrido
Você chegou e pronto Fêz-se um lindo florescer Dias aquecidos pelo teu raio de amor Você é paz que preciso No teu sorriso sincero Pintou um lindo paraíso Pois você me banhou  Com a água mais límpida que existe Daquelas que corre a nascente e persiste E desemboca feito cachoeira Lavando toda a sujeira De tristezas não me cabe mais E agora a alegria é tanta Que não se desfaz Quietinha, e com amor você chegou E trouxe esse sentimento tão sublime E meu copo da paixão transbordou

Série Crônicas

Imagem
A Caixa de Pandora Por Allan Garrido


Bela parte recebida, resmungava, Arnaldo.  Não sei por que cargas d’água você recebeu a maior soma da herança. Ora bolas, logo eu, que sempre estava ao lado dele nos momentos mais difíceis, logo eu , sangue do seu sangue, o filho do grande Doutor Altamir. 


Norma diz:


- Acalme-se querido, olha o seu coração!!!


Resmunga Arnaldo:


- Não enche Norma, acho que seria melhor mesmo que dessa vida eu fosse embora, não sou reconhecido por nada que faço


Norma interrompe:


- Não exagere Arnaldo , seu pai, sempre lhe confiou a empresa , um grande patrimônio e ele não hesitou em entregar ao teu comando


Pensativo, mas não por muito tempo, diz:


- Eu sei disso ainda sou o presidente do grupo Norberto Machado, mas eu queria mais, queria aquela caixa que ele guardava no escritório e que nunca revelou à ninguém


Pergunta Norma:


- Que caixa Arnaldo?


E ele continua...


- Uma caixa que meu velho guardava lá, dizia ele que ali estava todos os segredos, para que pudesse ter sucesso pessoal,…

Bela Fantasia....

Imagem
Bela Fantasia Poeta Allan Garrido
Como transcrever nas linhas e no papel A emoção que se sente no coração E me faz voar até o céu?
Como não chorar de alegria Ao ver que a bela fantasia Se tornou uma realidade
E não uma triste ilusão E uma amarga saudade Como é lindo meu amor
Ao ver como irá desabrochar E as pétalas em conformidade acomodar No bailar daquela doce flor
É assim que te vejo Como o sol que sai e tudo ilumina Foi desse jeito que chegaste em minha vida
E se aninhou no lugar mais perfeito Feito passarinho à procurar teu ninho Foi logo ficando do lado esquerdo do meu peito

Me trouxe paz......

Imagem
Me trouxe a paz...  Poeta Allan Garrido
A paz foi algo que você me trouxe Chegou e logo escancarou a porta Fechada do meu amargurado coração Nem precisou de chave foi logo entrando E ele feliz te aconchegou Agora você não sai mais daqui nem tentando Nem que queira não há como separar As células, da paixão, que correm em meu sangue E naquela transfusão da minha boca colada a sua Trocamos amor intenso é a célula máter da paixão Brilho intenso e radiante feito lindo diamante É você pegou meus sentimentos e feito pedra bruta Lapidou com seu intenso carinho e olhar contagiante Ah!! Quero me envolver e nos teus braços ficar E deitar-me no verbo simples e belo de amar

Série Áudio Programa Pura Poesia- Quadro Momento de Paz

Imagem

Série Áudio Programa Pura Poesia- Coluna Café Cultural

Imagem

Série Áudio Programa Pura Poesia- Coluna Café Cultural

Imagem

Série Áudio Programa Pura Poesia- Quadro Momento de Paz

Imagem

Poetando em outros Idiomas - Lovely Woman

Imagem
lovely woman
flower from my hearth
let me show you
the way
the way of love
forgive me
when i told someday
When the dreams come true
Raining , raining blue
Don't make me go away
I hope someday
I hope see you
Once again
And show my dear
My way
And show my dear
My way

Allan Garrido

O que posso dizer...

Imagem
Allan Garrido
Bem o que posso dizer Sei que no meu andar Teus passos não caminham Mais........ Bem sinto te informar Por mais que tentei segurar Ele escapou do meu peito Feito passarinho levantou as asas E vôou Aproveitou o sopro do destino Correu e foi embora feito menino Mas no desencanto e até no pranto Existe glória pra quem chora E orgulho pra quem sorri Dos momentos intensos Em que vivi Tatuado na minha pele ficou As lembranças fortes dum amor Serenado Feito céu estrelado Fechou o tempo, fechou


Ventos

Imagem
Ventos Poeta Allan Garrido
Ventos soprem ao meu favor Me traga logo esse esperado amor Ao longe teu ruído anuncia E de pronto me propicia
A alegria e o desejo intenso De estar contigo numa ansiedade Jogar pra longe aquela saudade E me despir de todo senso
Me fazer cortejar o teu sorriso De poéticas encher os nossos corações É de tudo isso que preciso Uma valsa linda e daquelas emoções
Pois só você tem o dom De me devorar em vez de me deglutir De me fazer voltar quando preciso ir De fazer do silêncio um lindo som
E no fechar de meus olhos um dia Eternamente quero deitar-me em teus braços Ser sempre tua luz, teu guia E no caminhar me eternizar nos teus afagos

Série Vídeos - Brian McKnight - Love Of My Life

Imagem

Castelo de Sonhos

Imagem
Castelo de Sonhos
Poeta Allan Garrido
Pois acabou  Num momento de tanta beleza Acabou.... Mas não levo nenhuma tristeza Apenas vôou A águia procurou seu ninho Pois enfim terminou Agora irei cuidar de mim mesmo Pois seu castelo de sonhos  Desmoronou Cara princesa se você continuar  Apenas nos sonhos  Sem passar para a realidade Ficará uma eternidade Na vida das ilusões Privando do amor e das paixões Vivendo uma pobre vida Sem experiências adquiridas A vida não é só sonhar É preciso também viajar Pelo caminho tortuoso Da realidade  Caso contrário  Você será sempre uma saudade Que doerá ao lembrar Por isso prefiri me ausentar Adeus , meu grande amor Adeus, não digo até breve Pois quero que logo se encerre Este bater do meu coração Sem ter o teu ao lado Adeus é preciso Levo de ti teu belo sorriso

Série Artigos - O Gosto pela Leitura

Imagem
Por Allan Garrido
A  infância, como sabido, é uma das melhores épocas da nossa vida, se não for a melhor. Descobertas, sentir, expressar um mundo descortina à nossas retinas , cheio de novidades e a criança explora esse universo como um voraz desbravador querendo encontrar seu verdadeiro norte. E nela também que despertamos gostos e paixões e que muitas delas ficaram tatuadas nas nossas apreciações moldando nosso gostar pelo resto de nossas vidas.
O  gosto pela leitura é um leque que se abre nessa fase tão especial de nossas vidas. Incentivos por parte dos pais e parentes são fatores essenciais para que tomemos gosto pelas letras. Gibis, livrinhos infantis tudo se torna um fator preponderante para que o infante assuma seu desejo de ler. Quanto mais se lê mais vontade, ao longo do tempo, se desenvolve, projetos por parte do governo para as crianças menos favorecidas também é um farol a clarear as idéias.
Todo país que lê, que estuda e pensa luta pelos seus direitos. Todos que buscam o que…