Bucolismo (Poeta Allan Garrido)




Bucolismo


(Poeta Allan Garrido)



E nos teus sonhos passeava vagamente

A lembrança corria junto com a felicidade

No peito uma longínqua saudade

Era meu coração que batia velozmente



Sentado a beira daquele lago

Em cada pedrinha que a água abraçava

Vinha os momentos de amor e eu lembrava

Fechando os olhos sentindo você ao meu lado



O caminho onde ando vejo as flores nascendo

E quando o vento beija a face minha

Lembro do teu afago, e eu te querendo

Será teu doce amor que logo se avizinha?

Comentários